11/07/2014

Jantar vs. Babys


A semana passada tive uma mini experiência do que é ser mãe a tempo inteiro de dois filhos tão pequeninos.

Baby M. esteve com muita tosse e decidi que ficava em casa, respirei fundo e entrei na aventura de estar sozinha com os dois. 

Baby V. que costuma ser um sossego, à imagem da irmã decidiu ser um pirata, baby M. que tem de ter mil olhos em cima porque adora por as suas mãozinhas sapudas por entre as grades do berço do irmão e dar-lhe festinhas com aquela meigueza de elefante teimou em fazê-lo todo o dia.

Ora me virava para um ora me virava para outro, ora chorava um ora chorava o outro, ora queria comer um ora queria comer outro e foi isto tooodddoooooo o dia.

Foi mais complicado do que eu pensava, e eu até me considero uma pessoa muito despachada, mas ficar com os dois com tão pouca diferença de idade é trabalhoso, tudo se consegue mas muita coisa fica para trás ou para mais tarde do que deveria.

Tiro o chapéu às mães que têm um filho mas principalmente àquelas que têm mais do que um filho e decidem ser mãe a tempo inteiro e ficar com os filhos em casa e ainda ter toda uma casa, marido, família..... para cuidar.

E por falar em cuidar, o meu marido ao chegar a casa: o jantar? eu não acredito que tu não fizeste o jantar! 


video


Bom fim de semana 





2 comentários:

  1. Tudo s consegue minha querida...temos mto mto amor para dar <3
    Embora às vezes pareça q estamos sem forças, completamente no chão, eis q como q por magia uma energia emerge não sei d onde, e lá estamos nós erguidas, sem saber como :)
    A minha Mafalda e o meu André têm apenas 14 meses de diferença. A Mafalda tinha 6 meses qdo fiquei grávida do André....foi um choque! Mas está a ser maravilhoso!! Até hoje estou para perceber como sobrevivi :)...a sensação é fantástica!
    beijinhos minha querida...e tenta levar as coisas com calma..e lembra-te...não és nehuma super mulher!
    <3

    ResponderEliminar
  2. Eu tenho 4 filhos mas a minha fase mais difícil foi quando nasceu o terceiro. A mais velha tinha 3 anos e meio, a do meio tinha feito 1 ano no dia anterior ao terceiro nascer. Foi difícil e foi nessa altura que deixei de trabalhar fora de casa! Mas tudo se faz e... o tempo voa. Coragem.

    ResponderEliminar